quinta-feira, maio 19, 2011

Tá na moda - Eu amo Vintage!!

Pessoal, confiram esse vídeo sobre "Vintage"...é ótimo!!

http://br.entretenimento.especiais.yahoo.net/originais/2011/05/19/ta-na-moda-eu-amo-vintage/

Abração gurias!!

O cão faz muito bem ao dono...

Não faltam demonstrações do bem-estar que a convivência com pelo menos um cão faz ao ser humano – bem-estar não só emocional, mas também físico. Há poucas coisas melhores que chegar em casa e ser recepcionado por latidos de reconhecimento (é ótimo como cães “escutam” a presença do dono mesmo estando ele ainda do outro lado da rua), um rabo abanando, um cheiro na perna ou um pulo daqueles que fazem a glória de Dino, o cão-dinossauro dos Flintstones.

Tem ainda a atenção que ele presta quando lhe contamos nossos problemas ou prazeres – todos conhecemos alguma história de amigo que nos ajudou muito ao resolver algum percalço só de ouvir atentamente quando lhe contamos, e o cão é ideal para esse papel. Sem falar no bem que ele faz para a auto-estima e senso de responsabilidade de seus donos (pense em como é melhor e mais positivo passar horas interagindo com o peludo que, por exemplo, assistindo a filmes bobocas ou fuxicando ao telefone). Além disso, a mera presença de um ser vivo e eterno crianção, sempre pronto a, conforme as circunstâncias, ouvir, brincar ou passear, basta para diminuir boa parte da tensão emocional e até reduzir estresse e complicações devidas a problemas cardíacos.

Também não faltam provas cabais de tudo isso. Por exemplo, uma pesquisa científica feita na Suécia em 1991 e 1996 com exatamente 1649 crianças, a partir de sete anos, concluiu que as felizardas donas de animais de estimação desde o primeiro ano de vida estavam menos sujeitas a asma e rinite alérgica. Outro estudo similar feito nos EUA com 1246 crianças acompanhadas do nascimento aos 13 anos de idade concluiu em 2001 que “crianças morando em lares com um ou mais cães dentro de casa [ou seja, não simplesmente largados em quartinho ou quintal, mas realmente convivendo com os donos] desde o nascimento tiveram menos probabilidades de desenvolver respiração ofegante crônica do que as que não tinham cães dentro de casa” e “a exposição a cães na primeira infância pode prevenir o desenvolvimento de sintomas de asma, pelo menos em crianças de baixo risco sem histórico de asma na família”.

Outro estudo estadunidense, publicado em 1995, concluiu que “a posse de animais de estimação proporciona uma oportunidade de melhorar a saúde. Um bicho pode se tornar estímulo para fazer exercícios físicos, reduzir a ansiedade e proporcionar um foco externo de atenção. Animais de estimação são também uma fonte de contato e conforto físico e podem reduzir a solidão e a depressão, além de proporcionar um estilo de vida interessante. Embora as provas disponíveis estejam longe de ser consistentes, pode-se concluir que, em alguns casos, relacionamentos de longo prazo com animais podem moderar variáveis fisiológicas primárias, particularmente pressão sanguínea.” Agora veja o que é ainda mais interessante nesta pesquisa: “Os resultados se mostraram mais coerentes em estudos onde animais foram adotados pelos donos como parte do procedimento.” Resumindo numa só frase: adotar é tudo de bom... e mais um pouco.

Obviamente, aqui no Brasil também temos mais demonstração dos benefícios que os cães nos proporcionam. Que o diga a jornalista e musicista Rosa Freitag, que mora em São Paulo com a filha Melanie, de doze anos, o marido Mário Faria, músico e advogado, uma gatinha vira-lata apanhada na rua há dois anos e uma bela dupla de Golden Retrievers, Jackie e seu filho Johnny. “Mário sempre chega em casa do trabalho e fica feliz com a recepção sempre animada dos dois”, conta Rosa. “Aliás, é só ficar dez minutos longe que eles recebem como se a pessoa estivesse desaparecida há dez anos...” Rosa lembra ainda dois outros grandes benefícios trazidos pela dupla: “Minha filha dorme tranquila sabendo que os dois cães estão montando guarda, e eu mesma tenho muita segurança graças à presença deles. E Melanie sempre se preocupa com a saúde deles... Se observa uma coceira ou tossida, fica preocupada como a mãe de uma criança.”

Isso mesmo: cães, além de sempre prontos a devolver o carinho e atenção que lhes damos, ajudam a desenvolver em seus donos mais jovens o já mencionado senso de responsabilidade – assunto de outro texto desta série!









Como não amá-los??

EU AMOOOOOOOOOOOOOO

domingo, maio 15, 2011

Renda, coisa de vó que ficou para a neta...

Até poucos meses atrás, renda era coisa da vovó - ou da sua lingirie. Do nada, ela invadiu o guarda roupa de todas as meninas do mundo que gostam de um pouco de feminilidade. O tecido é forte e uma peça de renda sempre é marcante, mas, se você souber usar, consegue criar um look bonito, moderno e, graças ao tecido, dar todo um ar de graça à sua roupa.

Toque essencial: blusa de renda precisa, obrigatoriamente, de uma blusinha de malha por baixo. Acho que não precisava dizer isso, mas é sempre válido lembrar, né? Para começar, uma renda bege, padrão, vai superbem com um shortinho verde, seguindo a tendência militar. Aliás, as rendas combinam demais com cores mais cruas, como o marrom, o verde musgo, o cinza escuro...

Se você quer dar um ar total chique ao seu look, aposte em uma peça de renda com algum item preto. É batata (incorporei a vovó)! Uma blusinha de renda seguida de uma saia preta, com uma meia grossa da mesma cor dá seriedade, além de impressionar. Você também pode optar por um look all black, ou seja, com renda preta e outra peça da mesma cor. Fica incrível - mas cuidado para não parecer que está indo a um enterro, ok?

Peças de renda também vão bem com jeans e couro, ou seja, apesar de parecer difícil, a renda acaba sendo mais versátil do que parece, não é? A única observação que tenho é sobre rendas e peças coloridas. É um pouco difícil de combinar e pode acabar chamando mais atenção do que se deve. Então, tente ousar, mas não demais.



quinta-feira, maio 05, 2011

Tá na Moda – Os clássicos da moda...

Vídeo super super interessante!!
Dá uma olhadinha!!

Assim como a música, a moda também possui seus hits. Conheça três peças que não devem faltar no seu guarda-roupa.

12 erros que toda mulher comete e que acabam com os cabelos...

A falta de cuidados no dia a dia é a maior inimiga dos fios bem tratados.

Pode acreditar, não há mulher neste mundo que não tenha alguma reclamação para fazer do próprio cabelo: oleosidade, pontas duplas, ressecamento, fios preguiçosos, cabelos quebradiços, opacos, muito volume, pouco volume e outros dramas de arrepiar as madeixas. O lado bom da história é que todo esse xororô pode ter fim. Bastam que os cuidados e as recomendações dos especialistas sejam seguidos à risca em casa. A seguir, você confere quais são os hábitos que mais detonam os fios e aprende como fazer para se livrar deles de vez.

1. Passar condicionador na raiz: o condicionador colabora com o aumento da oleosidade e, como tampa os poros capilares, aumenta a incidência de caspa. "Existem cabelos que possuem raiz oleosa, e o condicionador aumenta ainda a produção de sebo. Já a caspa pode aparecer em casos avançados, já que o condicionador irá fazer o couro cabeludo ficar com excesso de umidade, tampando os poros capilares", explica o cabeleireiro Gennaro Preite.


2. Deixar o condicionador no cabelo: os condicionadores abrem as escamas dos fios. "Assim conseguem penetrar e tratá-los", afirma o cabeleireiro Paulo César Schettini. Mas deixar o produto depois do banho é péssimo, porque as escamas não se fecham, o cabelo fica elástico e acaba se quebrando à toa.


3. Esquecer as hidratações: a hidratação tem a capacidade de dar leveza e nutrir os cabelos, recuperando a maciez, o brilho e o aspecto saudável deles. Em função do grande uso dos produtos químicos (tinturas, alisamentos, relaxamento, entre outros), os fios tendem a ficar danificados. A função da hidratação é de reverter tudo isso. Mesmo os fios oleosos merecem hidratações, feitas com produtos específicos.


4. Lavar os cabelos com água quente: evite a água muito quente, pois ela pode causar irritações no couro cabeludo, estimulando a produção de sebo e favorecendo a oleosidade, o que também inibe o crescimento dos fios. "Varie sempre o xampu e o condicionador e use um xampu de limpeza profunda (uma vez por semana ou a cada 15 dias) para retirar excessos de químicas, sujeira e oleosidade para que o couro respire melhor", explica o cabeleireiro Marcus Corazza.


5. Usar máscara hidratante na praia:não adianta inventar. Para tomar sol, o ideal é passar um creme sem enxágue com proteção solar. E nada mais. "Muitas mulheres acham que, usando uma máscara mais poderosa, estão protegendo o cabelo", diz Paulo César. Na verdade, elas estão queimando os fios. Esses produtos, além de não formarem uma capa contra os raios ultravioletas, têm um tempo de permanência. Excedê-lo enfraquece os cabelos.


6. Prender os fios molhados: fazer isso uma vez ou outra não tem problema nenhum. Mas achar que vai domar o volume dos fios dando um bom nó em volta deles é assinar um atestado de raiva permanente.
"Manter o couro cabeludo molhado por muito tempo faz juntar fungos e criar caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda", afirma Paulo César. Usar um leave-in e evitar o vento enquanto a cabeça não seca são medidas suficientes para evitar o cabelo armado demais.


7. Passar chapinha no cabelo molhado: este é um daqueles pecados sem misericórdia nenhuma. A gravidade é tanta que dá para sentir os efeitos na mesma hora. Os fios são profundamente agredidos. Além de queimados, eles se quebram. "O único jeito de consertar é cortando", alerta Paulo Schettini. Antes de usar a prancha, seque bem os cabelos. Nem úmidos eles podem estar.


8. Usar o secador do jeito errado: procure mantê-lo a 30 centímetros de distância da cabeça e sempre com a temperatura intermediária ou fria, nunca na máxima, para não queimar e danificar os fios. Também evite direcionar o jato quente para a cabeça, isso estimula a oleosidade na raiz e diminui a duração da sua escova.


9. Ficar mais de três meses sem cortar: para muita gente, isso é papo de cabeleireiro. Mas não é, fique certa. A não ser que seu cabelo demore muito para crescer, este é o tempo médio de duração de um corte. Passada essa fase, as pontas começam a abrir e os fios quebram-se com facilidade. Os arrepiados aumentam o volume e os fios fracos começam a cair.


10. Desembaraçar com escovas maleáveis demais: as cerdas moles são de manuseio mais difícil, além de quebrarem os fios. Por isso, os especialistas recomendam um pente com dentes bem largos e firmes ou uma escova do tipo raquete, mais resistente.


11. Fazer mais de duas químicas:você precisa escolher os tratamentos que quer aplicar. Relaxamento, coloração, progressiva, luzes... tudo isso junto deixa os fios porosos e fracos demais, arrebentando todas as pontas. "Escolha dois tratamentos, no máximo, e faça hidratações mensais, no mínimo", indica Paulo.



12. Dispensar o leave-in: quem pretende aderir ao look natural, atenção para o alerta da cabeleireira Daniela Rocha: sem xampu, condicionador e cremes leave-in (cremes sem enxágue) não existem cachos bonitos. Isso porque cabelos crespos precisam de mais cuidados, pois as curvas dos fios dificultam que a oleosidade natural presente na raiz chegue até as pontas - assim, elas acabam ficando ressecadas, daí a importância da hidratação. E nada de improvisar, usando o condicionador como se fosse um leave-in. "O enxague é necessário no caso do condicionador. Só assim as cutículas (camada externa) dos fios são fechadas. Do contrário, o cabelo enfraquece, quebrando mais facilmente e aumentando o efeito arrepiado", diz a profissional.



Respeite tudo e tenha os cabelos da Gisele Bünchen... :)


Beijão gurias!



terça-feira, maio 03, 2011

Algumas celebridades erraram feio no look essa semana!!

Essa semana, separei 3 errinhos das celebridades. Cristina Aguilera, LeAnn Rimes e Kelly Osbourne escorregaram em alguns aspectos de seus looks. Descubra quais:

Cristina Aguliera


A cantora é a típica retrô sexy! Mas nem esse estilo peculiar salvou a produção. A franja preta do hobby e o corpete halloween, agregados ao cabelo platinado e o batom vermelho-sangue, deixaram o look medonho! Buh-uh, Aguilera assustou! Nesse caso, o look deve ser inteiro repensado!


LeAnn Rimes


A cantora country escolheu um vestido de corte sereia. Até aí, tudo bem. O problema foi ter escolhido um de crochê branco com uma fenda enorme no umbigo. Fora o decote tristemente sem suporte.


Kelly Osbourne


Jaqueta jeans, estampa de bolinhas, estampa floral e animal print, ufa! A filha do cantor Ozzy Osbourne quis juntar todas a tendências em um único look e ficou uma verdadeira salada. Ela deveria, pelo menos, ter retirado ou trocado os acessórios!!

Tendência inverno 2019: animal print

O inverno 2019 promete: temas como a exigência por diversidade, a primavera feminina, a necessidade de praticidade e a importância da n...